CCM - Uma Breve história no Tempo

Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por cineas em Qua 1 Jul - 9:49:15

Com prazer abro este espaço para engrandecimento do aeromodelismo Cearense.
O CCM fica localizado no aerodromo feijó, Um local aprazível e feito por aeromodelistas com uma sólida bagagem.

contatos :

Lauriano : 99788719
Luzinon : 87273929

um Abraço a todos e bons voos.


Para vocês sentirem o nível destas feras,acompanhe esta aventura.


CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr10


UMA GRANDE AVENTURA - 1989
“ANTÔNIO L. PEREIRA LAURIANO”

O Clube Cearense de Aeromodelismo consegue quebrar o recorde sul americano de voo em distância com um aeromodelo rádio controlado ao percor¬rer um total de 137 Km em voo sem reabasteci¬mento.

Era um velho sonho dos nossos aeromodelistas, pois já tínhamos voado em estradas, sendo que esses voos eram feitos com aeromodelos com tan¬ques normais e o tempo de vós máximo foi de 15 minutos.
Daí nasceu a ideia de alterarmos o tanque de combustível do modelo que no nosso caso é um Buggy fabricado pela Aerobrás para rádio de 4 ca¬nais cuja versatilidade de voo é ótimo. O trabalho de adaptação do tanque, distribuição dos servos, lincagem e outros pequenos detalhes como o cen¬tro de gravidade do modelo foram de grande vali¬dade e todo esse trabalho foi confiado a este assíduo leitor desta Revista hoje na Presidência do Clube Cearense de Aeromodelismo. Terminado esse traba¬lho, partimos para a parte referente ao rádio-controle e o levamos para a bancada de teste nas de¬pendências da Microsol (fábrica de periféricos para computadores). O rádio usado foi um Futaba de 7 canais AM e procuramos sentir a potência do mes¬mo. Era nosso desejo que o rádio permanecesse fun¬cionando ininterruptamente por mais de l hora e 30 minutos. O teste de laboratório foi acompanha¬do pelo nosso colega Borges, pessoa de profundos conhecimentos no setor de eletrônica. Vale salien¬tar que, antes de terminarmos os testes de labora¬tório com o rádio, alguns colegas de aeromodelismo não acreditavam no nosso trabalho e chegavam a dizer que, depois de 30 minutos de uso, o rádio dei¬xaria de enviar sinal para o modelo.
O teste de laboratório foi completado e seu resultado foi positivo. Poderíamos usar o rádio com toda segurança no tempo máximo de duas horas. Vocês devem estar querendo saber como foi feito o teste do rádio no laboratório. Vou descrever como aconteceu. Feitas todas as ligações dos quatro ser¬vos S 28 e uma bateria normal do receptor futaba, começamos os testes, Acionamos, simultaneamente, transmissor, receptor, cronometro e passamos a ob¬servar o consumo dos servos quando em repouso e verificamos que cada servo consumia 8 miliamperes. Começamos, então, a movimentar os servos; e, para surpresa nossa, verificamos que o consumo de cada servo aumentou para 150 miliamperes. De pos¬se desses dados, constatamos que era possível ten¬tar bater o recorde sul americano, pois o consumo de combustível já tinha sido testado e dava para voarmos, pelo menos, uma hora e vinte minutos.
Feito o teste com o rádio, com o tanque de combus¬tível e do centro de gravidade do modelo partimos, então, para o teste de campo.
Foram feitos três testes de campo. No primeiro teste, o modelo só conseguiu voar 35 minutos. Fica¬mos desolados, mas não demotivados para continuar com o que podemos chamar de pesquisa. Fomos en¬tão verificar por que o motor tinha parado e cons¬tatamos que o pescador do taque estava muito curto o que fazia com que em uma manobra de cabrada ou picada mais acentuada, deixava de alimentar o motor razão pela qual se adagava.
Sanado este problema com o aumento do com¬primento do .pescador, partimos para o segundo teste. Neste alcançamos o tempo de 45 minutos e, novamente, o motor morreu. Não desistimos porém e, ao retirarmos o taque, verificamos que a lâmina de combustível deixava de fora o pescador. A solu¬ção para sanar este problema foi acrescentar ao tanque uma bolha na qual o pescador ficaria mer¬gulhado mesmo que fosse feito uma manobra mais violenta. Partimos então para um terceiro teste e neste o modelo voou uma hora e três minutos, tem¬po desejado mesmo tendo o motor se apagado. Sen¬do esse o tempo necessário pelos nossos cálculos para um voo de 100 Km estávamos satisfeitos. Vol¬tamos, no entanto, a inspecionar o tanque e obser¬vamos que o motor parou não por falta de combus¬tível mas por existir um pequeno furo no tanque o que fez com que o motor parasse de funcionar. Feito o reparo no taque e com o pouco combustível que existia, fizemos um voo e conseguimos um tem¬po de 23 minutos. Desta vez o motor parou por falta de combustível. Durante os 166 minutos de testes de voo, foram usados 5 pilotos Luiz Gustavo, Rober¬to Luiz, Lauriano, Régis e Alberto os quais se reve¬zaram durante a bateria de testes.
Feito este último cheque, notamos que era pos¬sível voar pelo menos uma hora e vinte minutos. Restava agora saber se a velocidade do modelo era em média 100 Km/h. Nós já tínhamos feito uma experiência deste tipo usando um modelo chamado de LIBELULA, produzido pela Aerobrás, que voando com vento de través e usando um motor OS 25 FSR tinha conseguido alcançar a velocidade de 100 Km/ h durante 10 minutos o que nos levou a acreditar que o BUGGY poderia também obter a mesma média apesar de ter uma maior área.
Saímos então para o voo, usando um motor OS 40 FSR e confiante nos testes efetuados. Era manhã do dia 06 de maio de 1989. Em Fortaleza já chovia, havia três dias, mas a natureza nos aju¬dou com um tempo nublado (altos cúmulos) e vento praticamente zero (5 nós) o que ocorre somente na época de inverno, pois no verão sempre voamos com vento até 25 nós. Para acompanhar o evento foram convidados dois representantes da federação, o Sr. Marcos António Bezerra pela Federação Cea¬rense de Automobilismo e o Sr. Valter Costa Lima representante do Aeroleve (Clube de Ultraleves). A decolagem foi feita na pista da BR 020. Para isto contamos com o apoio da Polícia Militar do Ceará que nos cedeu batedores para uma perfeita segu¬rança do público que aguardava e não acreditava que o modelo percorresse a distância de 100 Km.
Eram exatamente 8 horas e 7 minutos quando decolamos. Ganhamos altura sobre a pista de deco¬lagem, fazendo um grande círculo enquanto os nos¬sos dois pilotos se acomodavam em suas cadeiras fixas na carroceria de uma camioneta D-20 a qual ganhou velocidade para acompanhar o modelo. Es¬tava iniciada a nossa maratona. Os cinco primeiros minutos foram longos para nós, mas o modelo já estava estabilizado a meio motor e a uma veloci¬dade relativa ao carro que conduzia o piloto em torno de 90 a 100 Km/h,
Desta forma continuamos a voar comandados por duas pessoas excelentes, o Comandante ALBER¬TO e o Co-Piloto RÉGIS.
Chegamos aos 40 minutos de voo a uma altura de aproximadamente 150 pés e agora já com o tan¬que mais seco a uma velocidade relativa de 110 Km/h.
Mas o momento crítico estava ainda para che¬gar: quando o cronôgrama marcar l hora de voo, pois, no último teste, o motor parou com esse tem¬po, mas conseguimos ultrapassar esta marca e já estávamos avistando a cidade de Canindé que, de princípio, era o ponto de chegada. O motor não pa¬rou aí. Decidimos, então, ali mesmo, a 110 por hora, dar continuidade ao voo até que o combustível se acabasse. Isto ocorreu quando o cronometro marca¬va l hora e 24 minutos de voo.
Motor parado a uns 100 pés, foi feito o proce¬dimento de pouso enquanto estacionávamos os carros e preparávamos as máquinas fotográficas para perpetuar o final feliz e a quebra do recorde sul americano de voo em distância feito por um aeromodelo convencional sem escala.
Feito o pouso e, devidamente, comemorado com abraços e aplausos por parte dos presentes, o Sr. Marcos António Bezerra, Presidente do Clube Cea¬rense se Automobilismo e que cronometrava a pro¬va dava o resultado final. Aquilo que parecia um sonho, passou a ser realidade, pois conseguimos per¬correr a distância de 137 Km em l hora e 24 minu¬tos dando, desta forma, uma vitória para o Clube Cearense de Aeromodelismo.
Como sempre, o destino nos reserva surpresas e esta aconteceu na volta, quando ainda comemorávamos o nosso feito. Colocamos na carroceria da D-20 o nosso modelo e prosseguimos viagem de volta. Devido à velocidade de 120 Km/h, o modelo que não estava amarrado foi jogado pelo vento pa¬ra fora do carro e, na queda, descolou o leme e que¬brou a mufla e as aletas de refrigeração do cobeçote. Ficamos todos um pouco tristes. Isto porém não tirou o brilho da vitória.
Este é um relato fiel da maratona realizada pelo Clube Cearense de Aeromodelismo que contou, para que tudo fosse realizado, com o apoio de todos os sócios e a vontade de vencer de sua diretoria constituída dos seguintes membros: Presidente An¬tónio Luiz Pereira Lauriano, Vice-Presidente José Vicente Mesquita Borges, Secretário Alfredo Gui¬lherme de Abreu, Tesoureiro José Irismar Lopes Barreto, Diretor Técnico Alberto Ruschel e Rela¬ções Pública Valter Costa Lima.
Segue anexo relatório dos juizes, ficha técnica do modelo, nome e telefone dos membros que par¬ticiparam desse evento assim como fotos do aconte¬cimento.

Antônio Luiz Pereira Lauriano
Presidente do Clube Cearense de Aeromodelismo
NOME E TEL. DOS PARTICIPANTES DO EVENTO
Antônio Luiz Pereira LAURIANO (085) 225-2968
José Vicente Mesquita BORGES (085) 224-1569
ALFREDO Guilherme de Abreu (085) 245-2897
José Irismar Lopes BARRETO (085) 224-6631
VALTER Costa Lima (085) 231-9700
MARCOS Antônio Bezerra (085) 234-2300
ALBERTO Ruschel Alves de Menezes (085) 227-4089
FICHA TÉCNICA DO MODELO
Envergadura 1520 mm
Fuselagem 115C mm
Motor OS 40 FSR R/C
Peso 2.500 gr
Funções do Rádio Controle 4
Trem de Pouso Triciclo
Bequilha Haste com mola
Fuselagem Balsa coberta c/monoccte
Asa Balsa ccberta c/mcnocote
Tanque de Combustível Fibra de vidro/Capacidade 1,150 l
Combustível Óleo de Ricino + Álcool Metílico 1/4
Hélice Fibra de Carbono 10/6″
Peso máximo na decolagem 4.500 gr

Este relato foi pubicado na revista ESPORTE MODELISMO


CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr12
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr13
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr14
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr15
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr16
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr17
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr18
CCM  - Uma Breve história no Tempo Uma_gr19


Última edição por cineas em Qua 1 Jul - 23:03:51, editado 1 vez(es)
cineas
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 53

https://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por cineas em Qua 1 Jul - 10:00:17

Muitos e muitos voos !

Dessa Amizade surgiu o CCM - Centro Cearense de Modelismo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc00610

CCM  - Uma Breve história no Tempo S4022210

CCM  - Uma Breve história no Tempo S4022410

CCM  - Uma Breve história no Tempo S4022910

CCM  - Uma Breve história no Tempo S4022911


Última edição por cineas em Qua 1 Jul - 23:04:19, editado 1 vez(es)
cineas
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 53

https://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por cineas em Qua 1 Jul - 10:12:57

veja aqui as fotos da visita do grupo Heli-park side ao CCM

https://cineastv.forumeiros.com/helicopteros-f6/fotos-feijo-t190.htm
cineas
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 53

https://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por Daniel em Sex 3 Jul - 20:11:12

Muito Bom... soube dessa histporia e achei que era lenda... até que um dia perguntei ao Laureano e ele me confirmou!
Estou agendando uma vista ao Feijó esse fim de semana. Conhecer e prestigiar.
Parabens a todos.
Daniel
Daniel
Daniel

Mensagens : 150
Data de inscrição : 16/04/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por Junior Accioly em Sab 4 Jul - 9:03:41

Foi simplesmente ”SHOW” muito bom mesmo, estão de parabéns pelo feito.CCM  - Uma Breve história no Tempo 10319
Junior Accioly
Junior Accioly

Mensagens : 90
Data de inscrição : 16/04/2009
Localização : Fortaleza-Ce

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por henrique em Dom 12 Jul - 21:16:52

CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07815k.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07801i.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07804k.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07805r.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07806.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07807b.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07807e.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07808w.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07809t.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07810b.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07811a.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07812e.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07813e.th
CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07814.th
henrique
henrique

Mensagens : 37
Data de inscrição : 22/04/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por cineas em Sex 17 Jul - 22:27:14

CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07810b
cineas
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 53

https://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por cineas em Sex 17 Jul - 22:32:22

CCM  - Uma Breve história no Tempo Dsc07807b
cineas
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 53

https://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

CCM  - Uma Breve história no Tempo Empty Re: CCM - Uma Breve história no Tempo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum