Não tenho 100 anos mais vi o 14BIS voar!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Não tenho 100 anos mais vi o 14BIS voar!!!

Mensagem por cineas em Qui 23 Abr - 10:00:54







Recebi o convite de um amigo para irmos a um dos maiores eventos da aviação do Brasil. O evento aconteceu no Broa Fly-in. Como um eterno apaixonado por aviões não pensei duas vezes e lá fomos nós. Minha expectativa era enorme porque ele me falou que eu iria vivenciar momentos de extrema alegria e quem sabe até entrar no tunel do tempo e voltar a Paris de 100 anos atrás. Fiquei curioso e porque não dizer ancioso para chegarmos logo.

Ao chegarmos me deparei um lindo dia de sol, no céu somente a fumaça das aeronaves acrobáticas que se apresentavam, uma enorme movimentação de pessoas, um local maravilhoso, e estacionadas dezenas e dezenas de máquinas maravilhosas e seus pilotos. Me senti uma criança realizando um sonho. Imaginem você ser convidado para um encontro de avição e ao chegar lá se deparar umas 300 aeronaves de todos os tipos, a maravilhosa Esquadrilha da Fumaça, Hangar del Ciello (arhentinos que fazem show com ultra leve avançado), Brazilian Wing Walking e ... como diz um amigo meu MAMA MIA uma réplica perfeita do 14 Bis de Santos Dumont.

Uma bela festa aeronáutica, com destaque para os modernos LearJet 45 e 50, voando em velocidade e a baixa altitude (rasantes rápidos), destaque também, para um Pete'n Poke, com motor de fordinho 29 (note o imenso radiador, que atrapalha a visão do piloto).

Mas destaque mesmo, para uma volta ao passado. Ver um Demoisele voando com pra lá e pra cá com a beleza de uma donzela e a graça de uma libélula, emocionou a todos presentes no evento.

No meio da tarde, é levado para a cabeceira da pista, uma replica do 14 Bis, o aparelho começa a correr pela pista e um susto geral, em razão da condição de vento, ele dá uma pilonada para esquerda e parece quebrar o trem de pouso (estávamos longe da área de decolagem, e a visão era prejudicada). A replica é retirada da pista (outros aviões decolaram, levando os incrédulos para casa).

A réplica, uma das 3 construídas por Alan Calassa, é equipada com um motor Rotax, porém com limitação de 35cv de potência (Calassa fez outra réplica, com um motor idêntico ao original), tem as dimensões, os comandos, e até o cesto de vime, idênticos ao 14 Bis do gênio Santos Dumont. Apenas o manche original, que era a alavanca de freio de mão do Peugeot do próprio Santos Dumont, Calassa usou alavanca mais convencional e a roda que controla o leme, que era de uma máquina de costura, de Santos Dumont, foi trocada por uma roda pequena de bicicleta, e os comandos para correção da inclinação das asas, que no original era costurado ao paletó do gênio, foi amarrado nos ombros, por Calassa para facilitar o "embarque". Segundo o construtor e piloto, essa replica é para que ele e sua filha Aline, possam aprender a voar, já que os comandos de vôo do 14 Bis é totalmente diferente.

Para fazer sua réplica, Alan Calassa partiu do zero, porque a planta do avião não existe mais. O 14 Bis tem 10m de comprimento, 12 de envergadura e 3,75 de altura (nas pontas das asas). Pesa 220 quilos. Calassa fez o caixão central (que funciona como leme e profundor), o corpo do avião, com cana da índia, como o original, com a madeira frejó, o berço do motor e do cesto. O caixão central, como as asas, foram recobertos por seda japonesa. Para impermeabilizá-la, Calassa, como Dumont, engomou-a com um grude à base de polvilho, limão, açúcar e sal, o mesmo com que, antigamente, engomavam-se paletós. Depois, uma camada de goma-laca.

No final da tarde, às 17:45, o aeródromo já operando na configuração noite, todos são chamados à pista pois o 14 Bis está decolando, e a replica já estava voando, quando todos o avistaram na cabeceira, a uns 6 metros de altura, lindo, imponente, perfeitamente estável, passou na frente de todos, muitos gritaram, alguns choraram, eu tentei fotografar, apesar da baixa luminosidade, as fotos tremidas, dão conta de minha emoção em presenciar aquele momento. O 14 Bis tocou o final da pista, e retornou a cabeceira, para um outro vôo, que assim como o primeiro, ocorreu estável por toda a extensão da pista que é de 1100 metros.


14BIS












[Demoiselle








Pintura antiga do tucano (linda)







Alberto Santos Dumont,Brasileiro, pai da aviaçao



Por favor quem tiver fotos.filmagem do vôo do 14BIS,no aeroporto internacional Pinto martins,Comemoraçao dos 100 anos do võo. postem aqui.

Obrigado

Cineas


Última edição por cineas em Dom 10 Abr - 9:49:55, editado 3 vez(es)
avatar
cineas
Admin

Mensagens : 1633
Data de inscrição : 15/04/2009
Idade : 51

Ver perfil do usuário http://cineastv.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Video da réplica do 14 bis no pinto martins

Mensagem por Ruben em Qui 23 Abr - 17:37:40

avatar
Ruben

Mensagens : 24
Data de inscrição : 18/04/2009
Localização : Fortaleza Ceará

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum